Domingo, 24 de Junho de 2018

Buscar  
Rio Grande do Norte

Publicada em 07/06/18 às 20:51h - 101 visualizações
Justiça do RN bloqueia mais de R$ 600 mil em bens de deputado estadual e mais sete pessoas
Justiça do RN bloqueia mais de R$ 600 mil em bens de deputado estadual e mais sete pessoas

Macau 94 FM


Deputado estadual Galeno Torquato teria desviado dinheiro de obra em São Miguel quando era prefeito (Foto: ALRN/Divulgação)

O deputado estadual Galeno Torquato (PSD) e outras sete pessoas tiveram R$ 664.880,78 bloqueados pela Justiça, após pedido do Ministério Público do Rio Grande do Norte. A penalidade ao parlamentar é pela época em que ele foi prefeito da cidade de São Miguel, no Oeste potiguar. Em abril, a Justiça já havia decretado a indisponibilidade de bens e o bloqueio de R$ 2.490.812,85 em contas de Galeno e mais 10 investigados e empresas.

Em abril, Galeno Torquato foi procurado pelo G1 e disse que, durante sua vida pública, jamais foi condenado por qualquer ato de improbidade administrativa. Desta vez o deputado ainda não se pronunciou.

Na decisão de agora, para a juíza de Direito de São Miguel, Erika Souza Corrêa Oliveira, na ação "está demonstrada de forma clara e esmiuçada que os réus causaram dano ao erário". O bloqueio, segundo a magistrada, é uma medida preventiva para garantir, ao final do processo, a possibilidade de ressarcimento ao erário.

De acordo com o Ministério Público, os ilícitos teriam sido cometidos no município de São Miguel em 2009, quando o acusado exerceu cargo de prefeito. A improbidade se caracterizou pelo fracionamento de licitação. Ainda segundo o MP, foram dois contratos realizados por meio da modalidade de "Convite", sob a alegação de que se tratavam de objetos diferentes.

Convite

O Convite é uma forma mais simples de licitação; e é escolhida em razão de contratações de pequeno vulto pela rapidez de sua implementação. Pela lei de licitação, o valor máximo para contratos nessa modalidade, nos casos de obras e serviços de engenharia, é de até R$ 150 mil. Os acusados, de acordo com o Ministério Público, fracionaram um mesmo objeto de contratação, serviço de manutenção em escolas, para poder "encaixá-lo" na modalidade Convite.

Os dois convites foram realizados no mesmo dia, com datas de abertura das propostas em 15 de julho de 2009, às 10 horas e 14 horas, com valores de R$ 143.560,64 e R$ 142.039,75. "E beneficiaram uma mesma empresa, vencedora dos dois certames. A empresa Jeová Cursino de Sena Pinto, cujo responsável também é réu na ação", afirma o MP em nota.

   

   Fonte:G1




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Hora Certa
Top Música
1
TRANSPLANTE
Marilia M. ft. Bruno & M.
2
SONHEI QUE TAVA ME CASANDO
Wesley Safadão
3
POPA DA BUNDA
Psirico e Àttooxxá
4
A MOÇA DO ESPELHO
Jonas Esticado
5
CHEGUEI PRA TE AMAR
Ivete Sangalo ft. MC Livinho
6
QUATRO SORRISOS
Marcia Fellipe
7
TRAIDOR
Paula Fernandes
8
SE É PRA GENTE FICAR
Solange Almeida
9
BENGALA E CROCHÊ
Maiara e Maraisa
10
UBER
Aviões (Xand)
Redes Sociais


Bate Papo

Digite seu NOME:


W.H.Z. EMPRESA JORNALISTICA E DE RADIODIFUSÃO LTDA
Copyright (c) 2018 - Macau 94 FM - Todos os direitos reservados